Chapecó e Região Convention & Visitor Bureau

Notícias

02/Fev

Prefeitura de Chapecó lança o Programa Lixo Zero

Chapecó, 13 de fevereiro de 2019 - quarta-feira – A Administração Municipal de Chapecó reuniu a sociedade na manhã desta terça-feira (12/02), no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, para lançar o Programa Lixo Zero, que objetiva provocar uma mudança cultural, de atitudes e hábitos, com relação aos cuidados com o lixo. “A responsabilidade deste trabalho é todos. Buscamos uma transformação para gerar economia e cidadania. Já temos muitos bons exemplos em Chapecó e sabemos que as pessoas querem participar, por isso, juntos, vamos buscar os caminhos e mostrar como faz”, explicou o Prefeito, Luciano Buligon.

O conceito Lixo Zero consiste na separação dos resíduos direto na fonte geradora, ou seja, em casa, no trabalho, na escola, permitindo o máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos orgânicos e recicláveis. Representa, ainda, a redução do envio desses materiais para o aterro sanitário ou incineração. O Lixo Zero é uma meta:

• Ética: de responsabilidade das pessoas;

• Econômica: deixar de gastar e começar a ganhar;

• Eficiente: separação correta;

• Visionária: visão sobre o futuro.

A ideia é esclarecer o que é o lixo e orientar as pessoas a mudarem seus modos de vida e práticas, de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, em que todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo. A metodologia será implementada pelo Instituto Lixo Zero Brasil. Para iniciar o trabalho, o Prefeito assinou dois decretos nesta terça-feira (12/02).

1) Decreto nº 36.637

Criou o Programa Lixo Zero, com base em três legislações vigentes: a Política Nacional de Saneamento, a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PMRS).

O Programa Chapecó Lixo Zero é um conjunto de projetos, ações, atividades e técnicas, métodos e inovações que objetivam incentivar a sociedade civil, a iniciativa privada e o poder público a não produção ou redução da geração e a valorização dos Resíduos Sólidos Urbanos e sua reintrodução na cadeia produtiva. O Programa tem como premissa a produção e o consumo consciente, responsável e sustentável com a não geração de resíduos e o combate ao desperdício. A proposta é:

- Contribuir para minimizar a geração de resíduos, controlar e reduzir riscos ao meio ambiente e assegurar o correto manuseio e disposição final dos resíduos no Município;

- Auxiliar na promoção de uma efetiva separação e valorização dos Resíduos Sólidos Urbanos, garantindo a viabilização pela economia circular, a preservação ambiental e a redução do volume dos resíduos enviados à destinação final;

- Motivar o desenvolvimento econômico, na criação de novos negócios e a capilaridade na geração de empregos, através do fomento às economias circular, criativa, colaborativa e solidária e ainda na promoção de inovações.

São metas do Programa Chapecó Lixo Zero:

I - alcançar o desvio de resíduos enviados ao aterro sanitário, conforme estabelecido no Plano Municipal de Resíduos Sólidos - PMRS, até o ano de 2030, de 70% de resíduos secos e induzir a compostagem da parcela orgânica dos Resíduos Sólidos Urbanos;

II - promover educação ambiental continuada;

III - promover a inclusão social dos catadores e outros grupos sociais envolvidos com o tema.

Na prática o trabalho será coordenado por um Grupo Interinstitucional para a Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos de Chapecó (GIRS), formado por representantes da sociedade civil, da iniciativa privada, do poder público e por pessoas físicas.

2) Decreto nº 36.638

Fixa a Meta do Poder Executivo Municipal dentro do Programa Lixo Zero. A meta da Administração se constituirá em alcançar o desvio de 70% dos resíduos secos, por si produzidos, enviados ao aterro sanitário, até o ano de 2020.

Panorama do Lixo em Chapecó

Hoje existem 14 Associações de Catadores de Materiais Recicláveis no Município. 350 famílias vivem do trabalho de triagem e destinação dos materiais recicláveis. Todos os dias 144 toneladas de resíduos orgânicos e rejeitos são coletados em Chapecó e apenas 17 toneladas são recicláveis. 48% dos resíduos descartados nos contêineres laranja, que deveriam ser secos, estão contaminados, e viram rejeitos.

Em resumo, apenas 6% dos resíduos coletados todos os dias em Chapecó são reaproveitados pelos catadores. 94% vão para o aterro. O Município gasta cerca de 20 milhões de reais por ano para coletar e dar destinação aos resíduos. “Juntos vamos trabalhar para mudar essa realidade. As pessoas precisam entender que lixo é dinheiro. Se todo o volume de rejeito recolhido em Chapecó, que hoje vai para o aterro, fosse reutilizado, o Município teria uma economia de aproximadamente R$ 13 milhões por ano”, explicou o Presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini.


Fonte: Prefeitura de Chapecó



Outras Notícias

22
Fev
Turismo segmentado e com foco nas regiões de SC são prioridades da presidente da Santur
A Santur vai absorver as atribuições relacionadas ao turismo que antes eram da SOLA nova presidente da Santur S.A., Flavia Didomenico, tomou posse na tarde... Leia Mais
14
Fev
Comitê debate estratégias de turismo termal no Oeste Catarinense
Chapecó, 14/02/2019A Administração Municipal por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo realizou esta semana o encontro do Comitê Gestor... Leia Mais
06
Fev
Observatório vai acompanhar ações de integração do turismo de SC
Responsável por 12,5% do PIB de Santa Catarina e pela geração de 122 mil empregos, o setor de turismo ganhou uma nova ferramenta de promoção e desenvolvimento.... Leia Mais
06
Fev
Brasil receberá turistas de 83 países durante a Copa América
Arena Corinthians receberá jogos da Copa AméricaA 46ª edição do Conmebol Copa América, que acontece entre os dias 14 de junho e 7 de julho, já vendeu mais... Leia Mais

Nossos Parceiros