Chapecó e Região Convention & Visitor Bureau

Notícias

12/Dez

COMTUR: ferramenta de fomento ao turismo

Chapecó, 14 de Dezembro de 2018

Entenda qual o papel do Conselho Municipal de Turismo no incentivo e desenvolvimento econômico de Chapecó

O setor turístico em Chapecó se fortalece com o desenvolvimento de inúmeras atividades. Além de oferecer belíssimas paisagens, uma extensa lista de opções de turismo, lazer, gastronomia e cultura são fundamentais para consagrar o Município como um polo turístico regional. Mas é no turismo de negócios que Chapecó se consolida neste cenário, recebendo por ano cerca de 180 mil visitantes.

Como forma de incentivo a realização de grandes feiras e eventos que movimentam o turismo, os negócios e em consequência a economia, a Administração Municipal conta hoje, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, com o Conselho Municipal de Turismo (Comtur). Organizando e fortalecendo o desenvolvimento dessas ações, o Conselho que é composto por onze entidades, exerce o papel de apoio e organização ao setor em questões como apresentações de projetos relativos ao turismo, ajustes de normativas, atualização da legislação e apoio na realização de eventos consolidados que movimentam a economia do Chapecó. De acordo com o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Sander, somente neste ano o Conselho realizou 12 reuniões e recebeu diversas solicitações e promulgando 89 resoluções. “O Comtur faz um trabalho fundamental em Chapecó. A partir das iniciativas do Conselho, são deliberadas questões de incentivo ao turismo, o que impacta diretamente no desenvolvimento socioeconômico. Esse resultado fica em nosso Município, gera mais renda e influência diretamente na geração de empregos”, disse Sander.

Mas como as deliberações do Comtur interferem na economia da cidade?

O cálculo é simples! A partir do momento que as isenções de taxas de manutenção e locação para o Parque da Efapi ou Centro de Cultura e Eventos são concedidas, a entidade ou empresa realizadora garante a viabilidade do seu evento ou feira. Este é um custo adicional que ela deixa de pagar e consegue assim redirecionar o investimento para a execução de sua proposta. E como tudo faz parte de uma cadeia de negócios, com a realização de uma feira de grande porte, mais pessoas circulam pela cidade, girando a engrenagem da economia. “Quando recebemos um evento em Chapecó estamos apoiando uma iniciativa, impulsionando o desenvolvimento do setor e gerando oportunidades. Junto a esses eventos que escolhem a nossa cidade como sede para a sua realização, vem centenas de empregos diretos e indiretos que melhoram a renda e a qualidade de vida dos Chapecoenses”, explica Vania Vaccari Menta, Presidente do Conselho Municipal de Turismo.

O Secretário Marcio, reforça ainda o quanto essa movimentação intersetorial é importante no processo. “ O nosso visitante chega ao aeroporto, utiliza nosso serviço de taxi, a locação de veículos, movimenta nossa rede hoteleira, o nosso comércio, o setor de beleza, experimentam a nossa gastronomia diversificada e nossas casas noturnas. É uma engrenagem muito grande que possibilita a manutenção de vários empregos. Apostamos, além de tudo, na geração de tributos, através do ISS, dos impostos desses produtos e também do consumo de itens básicos. Esse movimento dá continuidade ao ciclo econômico para que prossiga em crescimento”, disse Sander.

Para ter uma ideia do quanto isso impacta na nossa economia, vamos usar como exemplo a arrecadação de ISS (imposto sobre serviços) dos hotéis. Dados da Diretoria de Tributos mostram que a variação entre um mês com poucos e outro com vários eventos, chega a 35%. Em outras palavras, o faturamento da rede hoteleira no mês de setembro, por exemplo, quando Chapecó sediou a Feira Mercoagro, foi de R$ 1 milhão a mais do que em Junho quando não houve nenhum evento de grandes proporções na cidade.

Neste ano, as reuniões do Conselho Municipal de Turismo encerraram agora em dezembro com deliberações importantes já para 2019. O que podemos esperar para o próximo ano é a manutenção dos eventos já consolidados e os novos a serem realizados, fomentando a economia do Município e fortalecendo a imagem de Chapecó como um polo turístico regional.


Fonte: https://chapeco.sc.gov.br/noticia/1503/comtur-ferr...



Outras Notícias

22
Fev
Turismo segmentado e com foco nas regiões de SC são prioridades da presidente da Santur
A Santur vai absorver as atribuições relacionadas ao turismo que antes eram da SOLA nova presidente da Santur S.A., Flavia Didomenico, tomou posse na tarde... Leia Mais
14
Fev
Comitê debate estratégias de turismo termal no Oeste Catarinense
Chapecó, 14/02/2019A Administração Municipal por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo realizou esta semana o encontro do Comitê Gestor... Leia Mais
14
Fev
Prefeitura de Chapecó lança o Programa Lixo Zero
Chapecó, 13 de fevereiro de 2019 - quarta-feira – A Administração Municipal de Chapecó reuniu a sociedade na manhã desta terça-feira (12/02), no Centro... Leia Mais
06
Fev
Observatório vai acompanhar ações de integração do turismo de SC
Responsável por 12,5% do PIB de Santa Catarina e pela geração de 122 mil empregos, o setor de turismo ganhou uma nova ferramenta de promoção e desenvolvimento.... Leia Mais

Nossos Parceiros